Reviva a alegria da Copa do Mundo FIFA 2014 no maior evento esportivo do planeta e aproveite para conhecer algumas das cidades mais lindas do país.

Adicionar aos favoritos Remover dos favoritos

Acompanhar as partidas de futebol dos Jogos Rio 2016™ é uma oportunidade de desfrutar da competição fora da Cidade Maravilhosa. Os estádios brasileiros estão, desde a Copa do Mundo FIFA 2014, adaptados ao padrão internacional, apenas aguardando as jovens promessas da modalidade. Talvez uma experiência inédita seja seguir a Seleção Brasileira. Embora pentacampeã mundial, surpreendentemente, a mística camisa amarela não conhece títulos olímpicos.

Manaus, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades do futebol durante os Jogos. Sorte a sua, pois, além do espetáculo esportivo, não faltam atrativos turísticos em todas essas capitais brasileiras.

Adicionar aos favoritos Remover dos favoritos
Dia 1
Estrela solitária

O Estádio Nacional de Brasília fica às margens do Eixo Monumental, na área central da cidade. Ele vai receber partidas dos Jogos Rio 2016™, incluindo o jogo de estreia da seleção masculina, no dia 4 de agosto, às 16h. O local já foi palco de partidas importantes da Copa do Mundo FIFA 2014, como a disputa pelo terceiro lugar. A capacidade dele é de 76 mil torcedores.

Próximo a ele, a Torre de TV é um dos pontos turísticos mais conhecidos, marcantes e históricos da capital federal. O que mais chama a atenção no lugar, além da vista panorâmica de toda a cidade, é a feira gastronômica, com comidas regionais típicas.

Outro lugar para você visitar em Brasília é o Memorial dos Povos Indígenas, projetado por Oscar Niemeyer, arquiteto brasileiro modernista mundialmente conhecido. O objetivo do museu é valorizar, preservar e divulgar a cultura dos povos indígenas. A arquitetura em forma de espiral remete a uma maloca, moradia da tribo Yanomami.

(Você pode pegar um voo de Brasília a Manaus para assistir às partidas do dia 7 de agosto)


  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Ótimo para

Comfort Inn

Dia 2
O teatro de Manaus

No coração da Floresta Amazônica, a Arena da Amazônia promete partidas emocionantes. O estádio fica em Manaus, capital do estado de Amazonas, e sua arquitetura foi inspirada nas características do bioma tropical. Na estrutura, cabem mais de 45 mil pessoas.

Fora da Arena da Amazônia, no centro da capital, você pode visitar o Teatro Amazonas. O luxuoso teatro foi inaugurado em 1896 e representa a riqueza da cidade durante o Ciclo da Borracha, período rentável para a economia local. Aproveite para ver um dos ensaios regulares da orquestra Amazonas Filarmônica no interior do Teatro.

Urbanizada pela Prefeitura de Manaus, a Praia da Ponta Negra fica a aproximadamente 13 km do centro da cidade, às margens do Rio Negro. O lugar é complexo turístico com jardins, mirantes, quadras poliesportivas, anfiteatro para 15 mil pessoas, pista de skate, parquinho, além de quiosques e restaurantes de comidas típicas.

O principal atrativo do local, todavia, é mergulhar nas águas escuras do Rio Negro. Permitido até as 17h, o banho é quase uma bênção nos dias mais quentes, que, aliás, não são raros em Manaus. Os que gostam de se exercitar podem aproveitar o amplo calçadão com pedras portuguesas para correr e caminhar. Às quartas, das 17h às 22h, e aos domingos, das 6h às 12h, a avenida em frente à praia é interditada para carros e fica liberada para práticas esportivas.

(Você pode pegar um voo de Manaus a Belo Horizonte para assistir às partidas do dia 10 de agosto)


  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Dia 3
O gigante de Belo Horizonte

O Mineirão é considerado um dos templos do futebol brasileiro. É onde costuma pegar fogo a rivalidade entre Cruzeiro e Atlético, os dois mais conhecidos clubes de Belo Horizonte. Nos Jogos Olímpicos Rio 2016™, o estádio não poderia faltar. São possíveis quase 70 mil pessoas vibrando dentro da estrutura.

Depois de assistir à partida de sua preferência no Mineirão, siga para a Savassi. O bairro boêmio possui uma infinidade de bares e restaurantes. O comércio desenvolvido faz dele lugar badalado e uma das regiões mais prestigiadas da capital mineira. No Brasil, vale lembrar que Belo Horizonte tem a maior concentração de bares por pessoa.

Inaugurado em 1929 e considerado um dos melhores mercados do mundo, o Mercado Central de Belo Horizonte ocupa quarteirão inteiro e tornou-se um dos pontos comerciais mais visitados do centro da capital. Recebe, todos os dias, diversos visitantes de múltiplas partes do Brasil e do exterior em busca de compras e diversão. As mais de 400 lojas vendem enorme variedade de produtos, como hortaliças frescas, animais vivos, carnes, cachaças, laticínios, doces típicos, artesanato regional, artigos religiosos, panelas, louças e temperos.

Se no meio das compras bater aquela fome, é só ir a um dos inúmeros bares e restaurantes que funcionam no local e pedir um fígado com jiló. O quitute, acompanhado de uma cerveja gelada, é muito famoso. Aos sábados, a tradição é almoçar feijoada. Segundo os mineiros, é a melhor do Brasil. O Mercado Central oferece guias bilíngues para visitas guiadas, de segunda a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados, das 9h às 13h. Agende uma visita.

Conhecida também como Igrejinha da Pampulha, a Igreja São Francisco de Assis foi inaugurada em 1943, mas só em 1959 foi consagrada pelas autoridades eclesiásticas. Considerada de vanguarda, ela é tida como uma pequena obra-prima no Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e seu interior abriga a famosa Via-Sacra, composta por 14 painéis de Candido Portinari.

A Igreja tem ainda jardins de Burle Marx, os baixos-relevos em bronze esculpidos por Alfredo Ceschiatti e um painel abstrato criado por Paulo Werneck. Do lado externo, belíssimos painéis, também de Portinari, em azulejos azuis e brancos: eles retratam São Francisco, ao lado de um cachorro magro, em vez do tradicional lobo.

A originalidade e a ousadia de Niemeyer fizeram do local um marco da modernidade. Foi a primeira igreja no Brasil de traçado modernista, e suas linhas curvas, verticais e horizontais são combinadas de forma harmônica e original.

(Você pode pegar um voo de Belo Horizonte a Salvador para assistir a um dos jogos das quartas de final, no dia 13 de agosto)


  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Ótimo para

Comfort Inn

Dia 4
Pelô

Ir a Salvador e não conhecer o Pelourinho é como ir a Londres e não ver o Big Ben. Brincadeiras à parte, o Pelô (como é carinhosamente chamado pelo povo baiano) está no centro histórico da capital baiana. O conjunto arquitetônico colonial barroco português segue preservado no famoso bairro. A Unesco o considera Patrimônio Histórico da Humanidade.

Na capital da Bahia, a Arena Fonte Nova será o palco dos confrontos entre as seleções de futebol classificadas para os Jogos Rio 2016™. Construída em 1951, a estrutura também está pronta e adaptada para partidas de alto nível desde a Copa do Mundo FIFA 2014.

Considerado um dos marcos históricos de Salvador, o Farol da Barra fica no Forte de Santo Antônio, na Praia da Barra, e é um dos principais símbolos da capital baiana. Com uma vista belíssima para a Baía de Todos os Santos, ele é perfeito para ver o sol morrer no mar, nos fins de tarde. No local há ainda um café, onde você pode fazer um lanche.

Em 1668, o naufrágio do galeão português Sacramento, num banco de areia em frente à foz do rio Vermelho, fez com que as autoridades decidissem construir um farol no local. Sua data de inauguração (1698) o torna o mais antigo farol das Américas. A torre de 22 m de altura com uma lanterna de bronze atrai muitos visitantes, que sobem suas escadas em espiral para conhecer o maquinário francês, ligado ao anoitecer e desligado de manhã por um faroleiro.

(Você pode pegar um voo de Salvador a São Paulo para assistir a um dos jogos das semifinais, no dia 17 de agosto)


  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Ótimo para

Comfort Inn

Dia 5
São Paulo na chuteira

Erguida para a Copa do Mundo de 2014, a Arena Corinthians suporta até 48 mil torcedores. O estádio é novo e está localizado na zona leste da cidade de São Paulo. A estrutura moderna é um convite para quem gosta de futebol. Portanto, não deixe de visitá-la.


No lado oposto da cidade, na região oeste, boa pedida é a Vila Madalena, bairro nobre do distrito de Pinheiros. Pegue o metrô e vá conhecer um dos lugares mais boêmios da capital paulista. No local, há inúmeros bares e casas noturnas, além da sede da escola de samba Pérola Negra.

Desde 1968, a Avenida Paulista abriga o Museu de Arte de São Paulo (Masp). Idealizado pelo jornalista Assis Chateaubriand e projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi, o prédio foi erguido com vista para o centro da cidade e para a Serra da Cantareira. Assim surgiu a estrutura suspensa, apoiada por quatro colunas com um vão livre de 74 m, aberto como uma praça, para uso dos cidadãos.

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 2003, o Museu reúne o maior conjunto de arte europeia da América Latina. Seu acervo tem obras de Turner, Degas, Modigliani, Botticelli, Van Gogh, Picasso, Ernst, Chagall, Dalí, entre outros. Um dos seus maiores ícones é o quadro Rosa e Azul, de Renoir.

Com a missão de servir à educação, o Masp atua ativamente no cenário cultural da cidade, oferecendo espaços de convivência para a população, como biblioteca, mezanino, auditório, além de projetos educacionais. Tudo para que as pessoas vivenciem a arte.

O Museu do Futebol foi inaugurado, em 2008, para celebrar o esporte que é a paixão dos brasileiros. Ele fica no estádio do Pacaembu, um dos mais conhecidos de São Paulo, e encanta até quem não é totalmente fã dos gramados. Com 6,9 mil m², o Museu proporciona incríveis experiências audiovisuais. Ali, a história do futebol é mostrada em 18 salas temáticas, por meio de 1,5 mil fotografias, cinco horas de vídeos e outros materiais.

Mais do que apenas caminhar e ver as imagens, você também pode sentir a emoção dos gritos da torcida nos telões e ouvir gols marcantes nas cabines de áudio.

Para quem já gosta de futebol, o Museu é parada obrigatória em uma viagem a Sampa (apelido carinhoso da cidade). Quem não tem muito interesse no esporte, pode mudar completamente de opinião depois de conhecer o espaço e sentir a emoção que ele transmite em cada detalhe cuidadosamente planejado.

(Você pode pegar um voo de São Paulo ao Rio de Janeiro para assistir à partida final dos jogos de futebol, no dia 20 de agosto)

  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Ótimo para

Comfort Inn

Dia 6
Maracanazzo

Um dos maiores símbolos da cidade do Rio de Janeiro é o Maracanã. Trata-se do local de abertura e da final do futebol nos Jogos Olímpicos Rio 2016™. Histórico, o estádio foi reformado para receber 78,6 mil pessoas, embora já se tenha visto até 120 mil, nos clássicos anos 1950.

Lugar que não pode faltar em qualquer roteiro turístico pelo Rio de Janeiro é a Lapa. O bairro de classe média está na Zona Central da capital carioca e oferece bares, restaurantes, boates e pubs temáticos.

Ainda no Centro, a Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro (também conhecida como Catedral Metropolitana) foi projetada pelo arquiteto Edgar de Oliveira da Fonseca. Ela tem forma de cone, com 106 metros de diâmetro na base e 96 metros de altura. A exemplo de todas as igrejas católicas, a Catedral tem como símbolo máximo uma cruz, neste caso, de grandes proporções e feita de material transparente.

A porta principal é decorada com 48 baixo-relevos de bronze com temática religiosa. A parte interna conta com vitrais de 60 metros de altura, das paredes até a cúpula, proporcionando uma belíssima iluminação natural. No subsolo, fica o Museu de Arte Sacra, com destaque para a fonte usada para batizar os príncipes da Família Real, a estátua de Nossa Senhora do Rosário, o trono de Dom Pedro II e a Rosa de Ouro concedida à Princesa Isabel pelo Papa Leão XIII, celebrando a assinatura do Ato de Abolição da Escravatura no Brasil.

O Teatro Municipal existe desde 1909. Ele chama atenção não só por sua concepção arquitetônica, mas por sua beleza interior. Os materiais nobres empregados na construção, como o mármore de Carrara, aliados a pinturas e esculturas, fazem dele um templo cultural. Com capacidade para 2,2 mil pessoas, o Teatro é a principal casa de espetáculos do Brasil e a única instituição cultural brasileira a manter, simultaneamente, coro, orquestra sinfônica e companhia de balé.

  • Destaques da Experiência
  • Atracão
  • Aeroporto
Ótimo para

Comfort Inn

Aproveite!